Atriz Bruna Linzmeyer se declara nas redes sobre a quebra do tabu da depilação

O seu lugar preferido pra causar.

Atriz Bruna Linzmeyer se declara nas redes sobre a quebra do tabu da depilação

A global expressou sua opinião no Instagram e contou como ela lidou com essa questão na vida.

A depilação feminina ainda é uma grande questão social, uma parte da sociedade defende a liberdade, outra usam argumentos de higiene, outros de beleza e isso gera sempre uma grande repercussão e vários pontos de vista diferentes.

Nesta segunda-feira ( 7), Bruna que sempre promove seus pensamentos sobre causas sociais, postou uma foto com as axilas peludas juntamente à uma declaração, do que isso representa no mundo que sempre volta para a estética moldada como “padrão.” A atriz confessou que começou a se depilar muito nova e relatou que foi um grande processo de mudança na forma de lidar com a situação “[…] Nos últimos anos, entendendo a construção dessa visão me esforcei pra ver os pêlos de outros jeitos possíveis…”

View this post on Instagram

comecei a fazer depilação com cera muito novinha. sempre doeu muito. mas sempre achei que aquilo era o certo e o belo a ser feito. nos últimos anos, entendendo a construção dessa visão me esforcei pra ver os pêlos de outros jeitos possíveis. comecei não julgando as mulheres que tinham pêlos, entendendo que cada uma faz o que tem vontade com seu próprio corpo. depois, aos poucos, comecei a achar libertadora essa vontade e atitude delas. e me perguntar o que eu realmente queria no meu corpo, nunca antes eu tinha me feito essa pergunta. por algumas vezes, respondi a mim mesma que preferia raspar. estava feliz com minha escolha. mas mais ainda, estava feliz em poder escolher raspar. porque, durante todos aqueles anos eu não escolhia, eu só raspava, achava que era obrigatório mulher arrancar os pêlos. comecei então a achar mais que libertador, a achar bonito, outras mulheres com pêlos. comecei a olhar para os homens e achar estranha essa diferença só por uma questão de serem homens x mulheres. e continuei me perguntando, feliz com meu poder de me perguntar: o que eu quero? o que eu gosto? um dia essa resposta foi diferente. fiquei com vontade de experimentar ter eles. ver eles em mim. tocar neles enquanto passo creme no corpo. não ter mais que lidar com aquela dor insuportável, nem com o preço da depilação, nem com o tempo gasto nisso, nem com aqueles chatíssimos pelos encravados. e de um jeito que eu não esperava comecei a achar muito bonito pêlos em mim também. aprendi que liberdade e amor é respeitar a escolha das outras pessoas, quando essas escolhas não violentam ninguém. e poder acessar meu coração e responder sem amarras: o que eu quero? o que eu gosto? de que jeito me sinto bem? ♡ #livresim

A post shared by bruna linzmeyer (@brunalinzmeyer) on

Sem dúvidas a postagem recebeu comentários positivos dizendo “sua liberdade me inspira”. O ator Mateus Solano, deixou uma declaração de que sua primeira paixão foi uma garota que não se depilava e essa “diferença” a deixava ainda mais encantadora. Surgiu também alguns comentários negativos, como “falta de higiene” e outros com críticas e desprezo.

A declaração de Bruna nos mostra que esse engajamento é necessário para visualizarmos a realidade que vivemos no cotidiano. O feminismo é altamente julgado por falta de percepções e conhecimentos mais profundos, o movimento luta pelos direitos iguais e devemos respeitar independente das opiniões de cada um. Nesse momento de muita informação e exposição, o essencial é nos respeitarmos da melhor forma pois não somos obrigados a fazer a mesma coisa que outros fazem e sim respeitar todas as opiniões. Somos todos iguais em valores e devemos promover amor.

O post contou com comentários da hashtag #LivreSim, e com certeza, todos merecemos ser livres em nossas escolhas sem exceção.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com